"O Brasil vive sob uma sociedade de castas."

Novo Tópico   Responder ao tópico

Ir em baixo

"O Brasil vive sob uma sociedade de castas."

Mensagem por Cimberley Cáspio em Seg 29 Jan - 15:32

Le Monde diz que "o Brasil vive sob uma sociedade de castas."



Por Rádio França Internacional




Ressalta o jornal,que o mal-estar no país cresce desde o impeachment da presidente Dilma Rousseff. A saída da presidente, diz o Le Monde, não serviu "à causa ética prometida pela operação anti-corrupção Lava Jato", muito pelo contrário. Para o jornal, "a desgraça de Lula mostra um espetáculo lamentável de um velho mundo político em decadência".

O Le Monde lembra que, no mesmo momento em que os juízes pronunciavam a sentença contra Lula, o presidente Michel Temer, acusado de corrupção passiva, obstrução à Justiça, e participação em organização criminosa, participava da Cúpula de Davos, tentando dar um ar de normalidade à sua gestão.

"Até agora, o chefe de estado conseguiu suspender os processos na Justiça que o visam negociando favores com parlamentares que também são alvo do Judiciário", diz o texto, lembrando que pelo menos 45 dos 81 senadores foram indiciados por crimes variados. "Lava-Jato só traz à tona práticas bem anteriores a Lula", ressalta o Le Monde.

O jornal lembra que os escândalos de corrupção no país são dignos de um filme de segunda categoria, e que a imunidade parlamentar é instrumentalizada com um "grande cinismo". Há alguns meses das eleições, resume o jornal, o Brasil mostra a imagem de uma sociedade de castas, onde os dirigentes não obedecem às mesmas leis que os miseráveis, o que é indigno e perigoso para a maior democracia da América Latina.



ULTRON  membro do Fórum Anti Nova Ordem Mundial comentou: "O Brasil é um grande picadeiro de circo, onde a população faz papel de palhaço.

Sempre digo que nossos congressistas vivem em pleno privilegio que não se coaduna com a situação do nosso povo pobre e sofrido. A imunidade parlamentar é apenas uma fração desses privilégios, prevista constitucionalmente, que demonstra a falta de coerência do poder constituinte frente a outros princípios estabelecidos na própria Constituição, como o regime democrático e o princípio da igualdade.

As imunidades e prerrogativas dos parlamentares hoje compreendem seis situações:

Inviolabilidade ou imunidade penal (ou material) (CF, art. 53, caput);
Imunidade processual (CF, art. 53, §§ 3.º, 4.º e 5.º);
Imunidade prisional (CF, art. 53, § 2.º);
Foro especial por prerrogativa de função (CF, art. 53, § 1.º);
Não obrigatoriedade de testemunhar – imunidade probatória (CF, art. 53, § 6.º) e
Possibilidade de marcar dia, hora e local para o depoimento – prerrogativa testemunhal.


Infelizmente o Supremo entende que a imunidade é instrumento inerente ao desempenho da função parlamentar.

Só que na realidade revela-se um instrumento para impunidade. 

Fora as imunidades os políticos gozam além de um salário elevado, vários outros benefícios como auxílios e cotas que são imorais perto da realidade brasileira.


Tanto a Constituição como as leis referentes aos direitos políticos deveriam ser alteradas. Mas como isso pode ser feito de maneira justa, isenta, se quem faz as leis são os políticos? Ou seja pessoas que tem interesse em fazer leis que lhes são favoráveis?"
avatar
Cimberley Cáspio


Mensagens : 39
Data de inscrição : 24/01/2018

Ver perfil do usuário http://Antena Bibarrense de Notícias - caspiojornalista@gmail.co

Voltar ao Topo Ir em baixo

Voltar ao Topo

- Tópicos similares

Novo Tópico   Responder ao tópico
 
Permissão deste fórum:
Você pode responder aos tópicos neste fórum
MensagensUsuários registradosÉ o novo membro